O Mito Individual do Neurótico

 

Coleção Campo Freudiano no Brasil
Série Paradoxos de Lacan

Tradução: Claudia Berliner
Revisão técnica: Ram Mandil

ÍNDICE

Nota

• O mito individual do neurótico ou Poesia e verdade na neurose
• Do símbolo e de sua função religiosa
• Intervenção depois de uma exposição de Claude Lévi-Strauss na Sociedade Francesa de Filosofia, “Sobre as relações entre a mitologia e o ritual, com uma resposta dele"
Indicações bibliográficas

SINOPSE

Um célebre texto de Lacan, inédito até então no Brasil, que discute idéias de Freud. Uma palestra sobre a função religiosa do símbolo, datada de 1954, e o divertido diálogo travado com Mircea Eliade. E ainda a intervenção de Lacan numa exposição de Claude Lévi-Strauss, sobre a relação dos mitos com a estrutura das sociedades primitivas. O mito individual do neurótico é uma coletânea, que reúne estes três momentos do mais importante nome da psicanálise francesa.

 

O primeiro texto desta coletânea, que dá nome ao livro, é resultado de uma conferência realizada em 1953. Partindo de um escrito de Freud, “O romance individual do neurótico”, e articulando-o com o conceito de mito de Lévi-Strauss, que começava a surgir, Lacan analisa o caso do Homem dos Ratos e um caso de amor juvenil de Goethe.

 
 
 

Editora Jorge Zahar

WebDesigner Vitor Murata